Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Itajubense é vitima de fraude no site do Detran falso.
13/03/2019 20:31 em Policia

Enquanto a Polícia Civil trabalha para identificar os motoristas mineiros que foram vítimas de um falso site criado em nome do Detran, os condutores que procuraram serviços do órgão nos últimos dias, por meio da página eletrônica, e estão em dúvida sobre a autenticidade do serviço buscado podem acessar o detran.mg.gov.br e verificar o andamento do pedido solicitado. Quem efetuou um pagamento ou requisitou algum serviço, mas não teve baixa ou resposta no site oficial do órgão pode ter sido vítima dos criminosos. 

Neste caso, a orientação é de que o motorista registre o boletim de ocorrência e faça denúncia pelo número 181. O golpe envolvendo o Detran foi descoberto na terça-feira (12) e, até o momento, um motorista de Itajubá, na região Sul de Minas, foi lesado pelos criminosos.

Foi ele que alertou a Polícia Civil sobre a página falsa, ao procurar a delegacia para relatar que havia pagado R$ 86,24, taxa do Detran referente à Carteira Nacional de Habilitação (CNH), mas o boleto mantinha-se em aberto na página do órgão. Ao apurar o caso, a corporação encontrou o falso site.

Alerta

Para evitar cair no golpe, os investigadores recomendam que o internauta digite diretamente o endereço detran.mg.gov.br na barra do navegador, "em vez de fazer a pesquisa no buscador ou clicar em links enviados por e-mail ou aplicativos de mensagens", alertou a corporação.

A falsa página era usada por golpistas para roubar dinheiro, dados pessoais e bancários das vítimas. Nela, o motorista era induzido a preencher informações como o número do cartão de crédito. Além disso, os alvos dos bandidos também geravam e pagavam boletos cujo o pagamento ia para contas dos criminosos.

Estelionato

Por dia, pelo menos 13 pessoas são vítimas de estelionatários virtuais em Minas Gerais. Só em janeiro deste ano, foram 404 ocorrências, conforme dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). O número é 24% maior que o registrado no mesmo mês de 2018, quando 324 queixas chegaram às autoridades.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!